Menu Ative-se

#NuncaMais - 23/abr/2018

Descrição da imagem - com Alyne Admin

Email to someoneShare on FacebookGoogle+Tweet about this on Twitter

Assim se manifesta a Defensoria do Estado do Rio de Janeiro, por meio de coletiva de imprensa, face ao caso que parecia decorrer de operação policial de inteligência na área da segurança pública, relacionada ao combate à milícia: 159 pessoas presas durante show realizado em território de elevada vulnerabilidade social. Destas, 40 estão sendo defendidas pela Defensoria. Os fatos correlatos, descortinados, colocam em cheque o sistema de justiça criminal: captura coletiva sem ordem judicial, sem flagrante, inversão da presunção de inocência, inobservância do exame caso a caso. Estarrecedor!

A realização de fichamento de pessoas, prisão coletiva sem ordem judicial, ilegalidades verificadas em áreas empobrecidas da cidade, como vem sendo noticiadas pela Defensoria Pública, chamam atenção pelo esgarçamento do estado de direito.

Acesse aqui a coletiva de imprensa com o artista de circo Pablo Dias Bessa Martins, preso injustamente quando estava em uma festa de pagode em Santa Cruz e solto na tarde do último sábado (21/4). O defensor público-geral, André Castro e os defensores que atuam no caso de Pablo e de mais 40 pessoas, também participam da coletiva.